Av. Senador Lemos, Umarizal, Belém/Pará
Whirlpool eleva bônus de vacinação nos EUA para US$ 1.000
A fabricante de eletrodomésticos oferecia anteriormente aos 27 mil trabalhadores americanos bônus em dinheiro de US$ 200
Tempo de leitura: 2 min


(Karin Salomão/Site Exame)

A Whirlpool está oferecendo um bônus de US$ 1.000 para que funcionários se vacinem, um incentivo maior do que o existente devido ao contínuo aumento de casos de covid-19 nos Estados Unidos.

A fabricante de eletrodomésticos com sede em Benton Harbor, Michigan, oferecia anteriormente aos 27 mil trabalhadores americanos bônus em dinheiro de US$ 200 pela vacinação. A empresa decidiu quintuplicar o bônus devido às baixas taxas de vacinação em Michigan, com apenas 51% da população com imunização completa.

Um porta-voz da Whirlpool confirmou o incentivo de US$ 1.000 à Bloomberg News na segunda-feira. A empresa anunciou o aumento do bônus aos funcionários na semana passada, segundo informado anteriormente pelo New York Times.

A Whirlpool segue os passos de outras grandes empresas como Devon Energy e Bolthouse Farms com a oferta de altos bônus em dinheiro. Essas empresas oferecem um incentivo de US$ 500 pela vacinação, metade do bônus da Whirlpool.

Como muitos outros empregadores, a Whirlpool tenta convencer funcionários a se vacinarem por meio de bônus, em vez de obrigar a imunização. Isso pode mudar à medida que empresas tenham mais clareza sobre o plano do governo Biden de orientar que empresas privadas com mais de 100 trabalhadores exijam vacinas ou testes.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

Preferências de Privacidade
Quando você visita nosso site, ele pode armazenar informações através de seu navegador de serviços específicos, geralmente na forma de cookies. Aqui você pode alterar suas preferências de privacidade. Observe que o bloqueio de alguns tipos de cookies pode afetar sua experiência em nosso site e nos serviços que oferecemos.