Av. Senador Lemos, Umarizal, Belém/Pará
As táticas mais eficazes para procurar emprego
Page/Post Excerpt

Exame

Procurar emprego pode ser uma missão lenta e improdutiva para muitos profissionais – principalmente se eles desperdiçam tempo com as estratégias erradas.

Segundo o coach Marcelo de Freitas Nóbrega, autor do livro “Você está contratado!” (Editora Évora), a maioria das pessoas não sabe perseguir oportunidades profissionais de forma lógica e coordenada. “Até aqueles com décadas de experiência têm dúvidas de principiantes”, afirma ele.

O primeiro erro é pensar que o currículo, por si só, é capaz de abrir portas. “Ele é só um documento de apoio, não vai fazer o trabalho que você tem que fazer”, alerta o coach.

De nada adianta, portanto, distribuir CVs e esperar ser chamado para uma entrevista. “O destino de um currículo que não foi solicitado é a lixeira do email”, afirma ele.

A “arma secreta” de toda busca de emprego, ensina Nóbrega, são as outras pessoas. “Para chegar a algum lugar, você precisa investir em networking, e não só na hora da necessidade”, diz.

A seguir, o especialista traz algumas táticas para fazer esse processo funcionar. Confira:

1. Não mande emails nem ligue para um recrutador que você não conhece

Nóbrega desaconselha buscar um contato “frio” com o empregador em potencial. Segundo ele, é mais eficiente pedir a um profissional da sua rede que apresente você a uma figura quente da empresa. Não é um encontro para pedir emprego, e sim para conversar informalmente sobre a sua área. “Só mais tarde é que esse papo pode evoluir para uma oportunidade”, explica ele.

2. Procure as oportunidades “invisíveis”

Nóbrega diz que a maior parte das posições não é anunciada publicamente pelas empresas. “É a sua rede de contatos que traz esse tipo de informação”, afirma. Pouca gente sabe, ainda, que algumas vagas podem ser criadas do zero. “Se você contar bem a sua história, a empresa pode perceber que você pode solucionar um problema que ela nem sabia ter”, diz Nóbrega.

3. Não se candidate a vagas inatingíveis

Para não perder tempo com oportunidades que não são para você, outro conselho é selecionar apenas as que são adequadas ao seu perfil. “Faça um filtro das oportunidades que combinam com o seu nível de senioridade e as suas competências”, diz ele.

4. Não se perca (nem se isole) na internet

Nóbrega acredita que a rede acelera a busca por emprego, mas diz que ela não pode tirar o foco do profissional. “É muito fácil cadastrar o currículo em sites e mandar e-mails para mil pessoas ao mesmo tempo”, comenta ele. O problema é que isso leva muita gente a se dispersar. Além disso, a comodidade da tecnologia pode criar um “muro” entre o profissional e o resto do mundo. “A internet acelera contatos, mas não substitui o networking presencial”, finaliza.

Deixe um comentário

Preferências de Privacidade
Quando você visita nosso site, ele pode armazenar informações através de seu navegador de serviços específicos, geralmente na forma de cookies. Aqui você pode alterar suas preferências de privacidade. Observe que o bloqueio de alguns tipos de cookies pode afetar sua experiência em nosso site e nos serviços que oferecemos.