Av. Senador Lemos, Umarizal, Belém/Pará

Starbucks paga funcionário que optar por não trabalhar no próximo mês

Medida anunciada nos Estados Unidos e no Canadá conta também com pagamento extra para quem continuar trabalhando


A varejista de bebidas Starbucks anunciou que pagará todos os seus funcionários pelos próximos 30 dias, mesmo aqueles que não forem trabalhar.

A iniciativa para os funcionários americanos e canadenses surgiu após um abaixo-assinado online que pedia o fechamento das lojas para evitar a disseminação do novo coronavírus.

Para aqueles que optarem ir ao trabalho, a Starbucks oferece um “pagamento extra por catástrofe”.

Segundo comunicado, “os funcionários que puderem optar por continuar trabalhando serão elegíveis ao Starbucks Service Pay, um adicional de 3 dólares por hora para os turnos trabalhados até 21 de abril”.

Segundo o presidente Kevin Johnson, os trabalhadores continuaram indo às lojas mesmo após a medida anunciada no fim de semana. “Não se deve pedir a nenhum funcionário que ele escolha entre o trabalho e saúde”, afirma.

O Starbucks está priorizando o atendimento via delivery para evitar o contato entre clientes e funcionários.

No Brasil, segundo a assessoria de comunicação, nenhuma medida semelhante foi anunciada.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

Preferências de Privacidade
Quando você visita nosso site, ele pode armazenar informações através de seu navegador de serviços específicos, geralmente na forma de cookies. Aqui você pode alterar suas preferências de privacidade. Observe que o bloqueio de alguns tipos de cookies pode afetar sua experiência em nosso site e nos serviços que oferecemos.