Av. Senador Lemos, Umarizal, Belém/Pará
Quem trabalha mais? Veja o ranking de horas em 18 países
Page/Post Excerpt

exame

A Geração Y não está trabalhando menos horas do que as gerações anteriores, apesar de a flexibilidade ser uma questão levada em conta na hora de buscar emprego. Entre 19 mil jovens de 25 países, 73% relatam trabalhar mais de 40 horas por semana.

Os dados são de um novo estudo ManpowerGroup e mostram ainda que quase um quarto dos profissionais Y completam 50 horas semanais. As maiores jornadas são dos jovens indianos.

Lá a média de horas semanais chega a 52 horas, o que, segundo a Ciência, traz riscos para saúde. Para se ter uma ideia, os jovens profissionais indianos trabalham 11 horas mais do que a média na Austrália e no Reino Unido.

O estudo também indica que a aposentadoria é vista como futuro bem longínquo ou até inexistente para muitos dos jovens. Mais da metade deles prevê continuar trabalhando até depois de 65 anos e 27% projetam que irão se aposentar só depois dos 70 anos.

Aqueles que acham que nunca vão parar de trabalhar foram 12% do total de entrevistados. No Japão, este índice é bem maior do que a média global: 37% dos jovens de lá projetam que vão trabalhar até o dia em que morrerem.

Veja a seguir onde estão as jornadas semanais mais longas e as mais curtas, segundo a pesquisa, e também a parcela de jovens de cada país que acha que nunca vai se aposentar.

1º – Índia

País Índia
Horas de trabalho por semana 52 horas
% de jovens que acreditam que vão trabalhar até o dia de sua morte 14%

2º – México

País México
Horas de trabalho por semana 48 horas
% de jovens que acreditam que vão trabalhar até o dia de sua morte 8%

2º – China

País China
Horas de trabalho por semana 48 horas
% de jovens que acreditam que vão trabalhar até o dia de sua morte 18%

2º – Singapura

País Singapura
Horas de trabalho por semana 48 horas
% de jovens que acreditam que vão trabalhar até o dia de sua morte 14%

3º – Suíça

País Suíça
Horas de trabalho por semana 47 horas
% de jovens que acreditam que vão trabalhar até o dia de sua morte 6%

3º – Grécia

País Grécia
Horas de trabalho por semana 47 horas
% de jovens que acreditam que vão trabalhar até o dia de sua morte 15%

4º – Japão

País Japão
Horas de trabalho por semana 46 horas
% de jovens que acreditam que vão trabalhar até o dia de sua morte 37%

5º – Estados Unidos

País EUA
Horas de trabalho por semana 45 horas
% de jovens que acreditam que vão trabalhar até o dia de sua morte 12%

5º – Brasil

País Brasil
Horas de trabalho por semana 45 horas
% de jovens que acreditam que vão trabalhar até o dia de sua morte 10%

5º – Noruega

País Noruega
Horas de trabalho por semana 45 horas
% de jovens que acreditam que vão trabalhar até o dia de sua morte 9%

6º – França

País França
Horas de trabalho por semana 44 horas
% de jovens que acreditam que vão trabalhar até o dia de sua morte 8%

7º – Espanha

País Espanha
Horas de trabalho por semana 43 horas
% de jovens que acreditam que vão trabalhar até o dia de sua morte 3%

7º – Alemanha

País Alemanha
Horas de trabalho por semana 43 horas
% de jovens que acreditam que vão trabalhar até o dia de sua morte 9%

7º – Itália

País Itália
Horas de trabalho por semana 43 horas
% de jovens que acreditam que vão trabalhar até o dia de sua morte 12%

8º – Canadá

País Canadá
Horas de trabalho por semana 42 horas
% de jovens que acreditam que vão trabalhar até o dia de sua morte 14%

8º – Holanda

País Holanda
Horas de trabalho por semana 42 horas
% de jovens que acreditam que vão trabalhar até o dia de sua morte 12%

9º – Reino Unido

País Reino Unido
Horas de trabalho por semana 41 horas
% de jovens que acreditam que vão trabalhar até o dia de sua morte 12%

9º – Austrália

País Austrália
Horas de trabalho por semana 41 horas
% de jovens que acreditam que vão trabalhar até o dia de sua morte 11%

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

Preferências de Privacidade
Quando você visita nosso site, ele pode armazenar informações através de seu navegador de serviços específicos, geralmente na forma de cookies. Aqui você pode alterar suas preferências de privacidade. Observe que o bloqueio de alguns tipos de cookies pode afetar sua experiência em nosso site e nos serviços que oferecemos.