Av. Senador Lemos, Umarizal, Belém/Pará

Quais cargos estão mais sobrecarregados e estressados na pandemia?

A pesquisa Termômetro do Novo Normal mostra os níveis de estresse, ansiedade e de sobrecarga de trabalho do Jovem Aprendiz ao diretor


(Klaus Vedfelt/Getty Images)

Se o nível de estresse na pandemia fosse uma competição (onde todos saem perdendo), os diretores sairiam na frente: segundo pesquisa da startup Pulses, 40% dos profissionais ocupando esse cargo relataram que sentem muito estresse.

A pesquisa da startup foi disponibilizada de forma gratuita para avaliar o sentimento de funcionários sobre o home office e a retomada de atividades presenciais. Com 84 empresas participantes e mais de 7.600 respondentes, eles criaram um Termômetro do Novo Normal.

E perceberam uma realidade preocupante: a alta liderança está mais estressada, mais sobrecarregada e com menos equilíbrio entre a vida pessoal e o trabalho.

“Além de lidar com processos, estruturas, clima organizacional e saúde dos colaboradores, os gestores também precisaram se reinventar e incorporar as recomendações sanitárias impostas, com os cuidados necessários de si e de sua família”, explica Beth Navas, co-fundadora e especialista em People Science da Pulses.

A pandemia foi um desafio para a saúde mental e soou o alarme para o problema dentro das empresas. Com os funcionários afastados e a ameaça do coronavírus, a área de Recursos Humanos teve que se utilizar de pesquisas frequentes para entender como estava o clima, saúde e bem-estar da empresa.

E essas pesquisas, como o termômetro criado pela Pulses, revelaram as angústias, ansiedades e incertezas que tiram a paz dos profissionais.

O lado positivo é que a nova forma de ouvir os funcionários também fornece dados detalhados para atacar os problemas na raiz e oferecer uma experiência melhor a eles.

“O conceito de ‘experiência’ não é novo nas empresas. Há décadas elas investem na experiência dos clientes com seus produtos e serviços. O employee nasce daí. Só que, em vez de olhar para quem está fora da organização, aqui estamos olhando para dentro”, conta Frederico Lacerda, fundador da startup paulistana Pin People, dedicada à tecnologia para medir a satisfação da mão de obra da empresa.

Nos três gráficos abaixo, o termômetro mostra por cargo os maiores e menores níveis de sobrecarga, ansiedade e estresse no trabalho de agosto a outubro. Os rankings estão em ordem crescente, com a nota média mais próxima de um indicando um nível mais intenso do sentimento. Veja:

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

Preferências de Privacidade
Quando você visita nosso site, ele pode armazenar informações através de seu navegador de serviços específicos, geralmente na forma de cookies. Aqui você pode alterar suas preferências de privacidade. Observe que o bloqueio de alguns tipos de cookies pode afetar sua experiência em nosso site e nos serviços que oferecemos.