Av. Senador Lemos, Umarizal, Belém/Pará

Negociação: existe momento ruim para pedir um aumento de salário?

Confira as dicas de Breno Paquelet, especialista em negociação pela Harvard Business School e autor do livro “Pare de Ganhar Mal”


(Malte Mueller/Getty Images)

Você sabe negociar no trabalho? Teve sucesso ou nunca tentou? Breno Paquelet, especialista em negociação pela Harvard Business School e autor do livro “Pare de Ganhar Mal”, contou no podcast Entre Trampos e Barrancos que o brasileiro não tem o costume de negociar.

“Tem um dado interessante que mostra que mais da metade das pessoas são insatisfeitas com seus salários, mas só 29% negociaram o salário no seu emprego atual”, disse ele.

Segundo o especialista, o principal obstáculo para que as pessoas tentem negociar no trabalho é a mentalidade de que os interesses dela e do chefe (ou da empresa) são opostos.

Porém, negociar é encontrar um meio termo entre as necessidades da empresa e as demandas pessoais e profissionais. “Eles acham que os interesses são completamente opostos e incompatíveis, mas na prática existem vários interesses nessa relação que são convergentes”, comentou Paquelet.

E existe momento certo para negociar? Paquelet responde:

“Eu penso que, na prática, pessoas adiam a decisão de negociar o salário por que é algo desconfortável. Você sempre tem um risco de prejudicar sua relação com o gestor, ou de ser visto como ganancioso ou egoísta demais. Ou de ser uma pessoa que não está enxergando a realidade da empresa. Então, como essa é uma negociação que envolve algum risco, as pessoas buscam qualquer motivo para adiar esse momento por quanto elas puderem.

Existem alguns momentos específicos que são muito ruins. Então, se a empresa acabou de fazer uma demissão em massa, ou acabou de sair uma notícia muito ruim sobre a empresa na mídia, ou vai acontecer um evento e estão todas as pessoas concentradas em fazer com que esse evento seja um sucesso. Esses são momentos ruins”.

Fora esses momentos pontuais, o profissional pode se organizar e preparar para negociar o salárioem todos os outros. E o especialista destacou três aspectos principais a se considerar:

1º – Você precisa merecer o aumento.

2º – Você deve analisar se o aumento é viável.

3º – Você precisa entender como convencer os tomadores de decisão.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

Preferências de Privacidade
Quando você visita nosso site, ele pode armazenar informações através de seu navegador de serviços específicos, geralmente na forma de cookies. Aqui você pode alterar suas preferências de privacidade. Observe que o bloqueio de alguns tipos de cookies pode afetar sua experiência em nosso site e nos serviços que oferecemos.