Av. Senador Lemos, Umarizal, Belém/Pará

Nasa busca profissional para proteger a Terra de alienígenas


Parece ficção científica, mas não é: a Agência Espacial Norte-Americana (Nasa) realmente está contratando um profissional que ajude a proteger o planeta de ETs. E por um salário que pode chegar a 187 mil dólares por ano — algo em torno de 48,6 mil reais por mês.

A vaga é para “agente de proteção planetária”, cujo trabalho é eliminar os riscos de contaminação da Terra por qualquer tipo de material alienígena na volta de uma expedição espacial.

O maior foco de preocupação é Marte. Isso porque os astronautas vivem trazendo amostras do planeta vermelho em busca de provas de que já existiu vida em sua superfície. O objetivo é coletar fósseis, e não material alienígena que possa trazer algum tipo de ameaça para a Terra.

A função do agente de proteção planetário é determinar procedimentos, regras e tecnologias para reduzir o risco de isso acontecer.

Da mesma forma, ele também deve garantir que as espaçonaves terrestres não levem nenhum micro-organismo prejudicial para outros planetas, luas e corpos celestes.

A chance de levarmos material orgânico perigoso para fora da Terra é de 1 em 10 mil — um risco moderado na visão de Catharine Conley, única pessoa a ocupar o cargo de agente de proteção planetária da Nasa até agora, segundo o site Business Insider.

Seu trabalho é analisar criteriosamente robôs que serão enviados para missões no espaço de modo a evitar que acidentalmente contaminem seus destinos.

De forma geral, porém, a rotina do guardião do planeta é mais burocrática do que parece: uma semana típica, segundo Conley, envolve responder e-mails, analisar estudos e preparar relatórios.

Requisitos e inscrições

Para se candidatar à vaga, é preciso ter cidadania norte-americana e exibir no currículo pelo menos um ano de experiência como funcionário do governo dos Estados Unidos, além de “conhecimento avançado” sobre os procedimentos de proteção do planeta.

É requisito ter formação em física, matemática e engenharia. Também é preciso ter “experiência comprovada com planejamento, execução e supervisão de elementos de programas espaciais com relevância nacional”, bem como habilidades diplomáticas para lidar com “discussões complexas e multilaterais”.

Para quem se julgar apto para a aventura, as inscrições estão abertas até 14 de agosto e podem ser feitas no site USAJobs.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

Preferências de Privacidade
Quando você visita nosso site, ele pode armazenar informações através de seu navegador de serviços específicos, geralmente na forma de cookies. Aqui você pode alterar suas preferências de privacidade. Observe que o bloqueio de alguns tipos de cookies pode afetar sua experiência em nosso site e nos serviços que oferecemos.