Av. Senador Lemos, Umarizal, Belém/Pará

Na pandemia, Facebook ‘inventa’ nova carreira: a gestão de home office

Facebook criou a vaga de diretor de trabalho remoto, que deve construir formatos de trabalho remoto de sucesso


(Bloomberg / Getty Images)

Assim como em outras empresas de tecnologia, o home office para os funcionários do Facebook veio para ficar. E isso fez com que a rede social de Mark Zuckerberg criasse a vaga de diretor de trabalho remoto.

A posição foi definida para desenvolver a dinâmica disso após o CEO Mark Zuckerberg permitir que funcionários continuem a trabalhar de casa até julho de 2021.

De acordo com o site Fast Company, a posição não é algo totalmente novo dentro das empresas de tecnologia.

Em 2019, antes da pandemia, a empresa de tecnologia GitLab contratou Darren Murph para ser o chefe da área remota, ajudando a gerenciar a experiência do funcionário. Desde o início da pandemia do coronavírus, ele tem dado dicas a outras empresas, como o próprio Facebook, para desenhar arranjos de trabalho remoto de sucesso.

De acordo com o anúncio da vaga, que não está mais disponível, o diretor de trabalho remoto vai ser um “formulador estratégico que entende sobre times distribuídos e virtuais”. Ele também deve ser um “construtor de relacionamentos e um agente de mudanças”.

Os requisitivos para a inscrição na vaga incluiam: mais de 15 anos de experiência comandando times, força de trabalho remoto, equipes de recursos humanos ou operação de pessoas.

Em entrevista ao site da Fast Company, o CEO da Job.com, Arran Stewart, afirma que essa nova carreira deve começar a ser comum nas empresas de tecnologia:

“Vejo uma mudança em direção à contratação de especialistas remotos, aqueles que sabem como gerenciar e obter o máximo de eficácia das equipes remotas”.

Apesar de o título da vaga criada pelo Facebook ser novo, Stewart diz que, de certa forma, a carreira não é.

“Muitas empresas já gerenciam equipes de tecnologia offshore”, diz ele. “Mas a posição que o Facebook está criando o leva a um novo nível de responsabilidade, organização e estrutura. Eu definitivamente espero que outras empresas sigam o exemplo com títulos semelhantes.”

Brasil

No Brasil, cerca de 7,9 milhões de pessoas estão trabalhando em home office, segundo o IBGE. A nova modalidade trouxe desafios como a definição de quem vai arcar com a infraestrutura necessária para o trabalhor.

Além disso, mesmo que as pessoas reconheçam os benefícios do home office, 43,7% das pessoas que fazem o trabalho remoto relataram aumentos nos problemas psicológicos como depressão, ansiedade e de concentração, de acordo com uma pesquisa da Workana, startup que reúne freelancers.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

Preferências de Privacidade
Quando você visita nosso site, ele pode armazenar informações através de seu navegador de serviços específicos, geralmente na forma de cookies. Aqui você pode alterar suas preferências de privacidade. Observe que o bloqueio de alguns tipos de cookies pode afetar sua experiência em nosso site e nos serviços que oferecemos.