Av. Senador Lemos, Umarizal, Belém/Pará

Google vai permitir que mais funcionários trabalhem de casa

O CEO do Google, Sundar Pichai, detalhou o plano para a equipe em e-mail na manhã desta quarta-feira


(NurPhoto/Getty Images)

O Google vai permitir maior flexibilidade para trabalhar em diferentes locais ou totalmente de casa, uma política mais branda que marcará o retorno aos escritórios da empresa controlada pela Alphabet.

O CEO do Google, Sundar Pichai, detalhou o plano para a equipe em e-mail. A gigante do Vale do Silício, uma das primeiras a pedir que os funcionários trabalhassem de casa em 2020, abriu lentamente os escritórios, mas disse que a equipe pode trabalhar remotamente até setembro. O Google reorganizou os escritórios para criar mais recursos no que chama de retorno “híbrido” ao trabalho.

No e-mail, Pichai disse que cerca de 60% da equipe do Google deve trabalhar no escritório “alguns dias por semana”. Outros 20% poderão se mudar para outras unidades da empresa, enquanto os 20% restantes poderão solicitar para trabalhar permanentemente em casa. A Alphabet, dona do Google, encerrou o primeiro trimestre com 140 mil funcionários diretos.

Em documento regulatório, o Google informou que economizou US$ 268 milhões em despesas com promoções, viagens e entretenimento da empresa durante o primeiro trimestre do ano.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

Preferências de Privacidade
Quando você visita nosso site, ele pode armazenar informações através de seu navegador de serviços específicos, geralmente na forma de cookies. Aqui você pode alterar suas preferências de privacidade. Observe que o bloqueio de alguns tipos de cookies pode afetar sua experiência em nosso site e nos serviços que oferecemos.