Av. Senador Lemos, Umarizal, Belém/Pará
Fazer acordo com a empresa para ser demitido é ilegal?
Page/Post Excerpt

exame

Enquanto o pedido de demissão confere ao empregado somente o direito a receber as férias vencidas e proporcionais e o 13º salário proporcional, a dispensa sem justa causa, além dessas verbas, dá ao trabalhador o direito a receber o aviso prévio e a multa indenizatória de 40% do FGTS, a sacar seu fundo de garantia e a receber o seguro desemprego por certo período.

Assim, as verbas a serem recebidas pelo trabalhador dependem de quem foi a iniciativa pelo término do contato de trabalho:do funcionário ou do empregador. Às vezes ocorre, porém, de ambos fazerem um “acordo”, de modo de que o empregado é dispensado formalmente sem justa causa, mas devolve ao empregador o valor da indenização de 40% do FGTS.

Dessa forma, o empregado além das verbas que teria direito se pedisse demissão, também saca o FGTS e pode usufruir do seguro desemprego, caso preencha os requisitos para isso. O empregador, por sua vez, é “ressarcido” pelo trabalhador do valor que pagaria a título de indenização pela rescisão.

Esse procedimento, porém, constitui simulação, pois oculta a verdadeira intenção do empregado em pedir demissão, causando prejuízo ao ente público. Em razão disso, trata-se de conduta ilegal e que pode configurar o crime de estelionato.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

Preferências de Privacidade
Quando você visita nosso site, ele pode armazenar informações através de seu navegador de serviços específicos, geralmente na forma de cookies. Aqui você pode alterar suas preferências de privacidade. Observe que o bloqueio de alguns tipos de cookies pode afetar sua experiência em nosso site e nos serviços que oferecemos.