Av. Senador Lemos, Umarizal, Belém/Pará

Entrevistas de emprego por vídeo vieram para ficar, mesmo após pandemia

Pesquisa realizada pelo LinkedIn mostra tendência de as empresas manterem entrevista por vídeo


(RLT_Images/Getty Images)

Sete em cada 10 profissionais que trabalham na área de recrutamento acreditam que as entrevistas de emprego por vídeo devem se tornar a nova forma padrão de contratação, mesmo com o fim do isolamento social.

Isso é o que mostra uma pesquisa realizada pelo LinkedIn, com 1.518 profissionais das áreas de Recursos Humanos, de 28 países. 70% acreditam que a entrevista virtual será a regra, enquanto 81% concordam que esse tipo de seleção vai continuar, em algum nível.

Entre os benefícios que a pesquisa do LinkedIN destaca estão a otimização de tempo e a economia de recursos. No futuro, os processos seletivos devem entrar em um modelo híbrido nos pós-pandemia.

O LinkedIn também aponta que as empresas enfrentarão dois desafios: no primeiro, será preciso refinar os processos virtuais e procurar maneiras de adicionar a eles o fator humano.

No segundo, será necessário definir quando utilizar uma abordagem presencial ou virtual, entendendo como otimizar a experiência do candidato nas visitas presenciais e aproveitando ao máximo o ambiente virtual.

A diferença no processo deve acontecer principalmente de acordo com o nível do candidato. Os iniciantes poderão ter um processo de contratação completamente virtual, enquanto os executivos continuarão a passar por um processo mais personalizado, incluindo visitas e entrevistas presenciais.

Segundo o Vagas.com, o uso da ferramenta de videoentrevista aumentou 2.149% de março a setembro deste ano. Entre as dicas para se dar bem neste formato estão: fazer os testes de internet e conexão e não cair na tentação de fazer a entrevista de pijama.

A digitalização dos processos de RH é um dos grandes avanços de 2020. Novas ferramentas para automatizar rotinas mais mecânicas e burocráticas lideram os profissionais para pensar em novas estratégias e resolver problemas mais complexos da gestão de pessoas. Novos processos para feedback, avaliações de desempenho e gestão de metas com uso de tecnologia fazem parte do futuro do trabalho.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário