Av. Senador Lemos, Umarizal, Belém/Pará
Empresa pagará indenização por cortar salário de quem ia ao banheiro
Page/Post Excerpt

uol

Uma empresa da Pennsylvania (EUA) foi condenada a pagar US$ 1,75 milhão (cerca de R$ 7 milhões) por cortar os salários de funcionários quando eles faziam intervalos curtos, incluindo idas ao banheiro, para tomar café ou fumar, segundo o jornal “The Philadelphia Inquirer”.

A American Future System Inc., que publica newsletters sobre negócios, terá de pagar a quantia retroativa a 6.000 empregados que trabalhavam em 14 escritórios, de julho de 2009 a julho de 2013, de acordo com o site do jornal americano, em http://zip.net/bqsJ7b (endereço encurtado e seguro).

Muitos eram do telemarketing e recebiam salário mínimo estadual, de acordo com Ivette Vigano, diretora-assistente do Departamento do Trabalho dos EUA.

Trabalhadores sem intervalo

Em julho de 2009, a companhia determinou que os funcionários poderiam fazer pequenos intervalos por qualquer motivo, mas não seriam pagos.

Em novembro de 2012 o Departamento do Trabalho entrou com processo contra a empresa porque os funcionários não estavam ganhando o salário mínimo de US$ 7,25 por hora (cerca de R$ 29), já que tinham de parar o ponto para fazer o intervalo.

Em sua defesa, a empresa alegou que a lei federal não obriga a pagar pelos intervalos, porque os funcionários estariam completamente liberados de suas obrigações durante esses períodos.

A advogada da empresa não comentou o caso, segundo o jornal “The Philadelphia Inquirer”.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

Preferências de Privacidade
Quando você visita nosso site, ele pode armazenar informações através de seu navegador de serviços específicos, geralmente na forma de cookies. Aqui você pode alterar suas preferências de privacidade. Observe que o bloqueio de alguns tipos de cookies pode afetar sua experiência em nosso site e nos serviços que oferecemos.