Av. Senador Lemos, Umarizal, Belém/Pará
Empregadores podem exigir comprovante de vacinação de funcionário, determina Barroso
Ministro do STF derrubou portaria de Onyx Lorenzoni que impedia demissão por falta de vacina contra a Covid-19
Tempo de leitura: < 1 min


(Carlos Moura / STF)

Empregadores podem exigir comprovante de vacinação contra a Covid-19 de seus funcionários, determinou o ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Nesta sexta-feira (12), Barroso suspendeu trechos da portaria do Ministério do Trabalho e Previdência, de Onyx Lorenzoni, que impediam empregadores de demitirem funcionários que não estão vacinados contra a doença.

A portaria havia sido publicada em edição extra do Diário Oficial da União no dia 1º de novembro, e considerava “discriminatória” a exigência do comprovante de imunização em processos seletivos para vagas de emprego, contratações e demissões.

Agora, Barroso derrubou parte da portaria, fazendo ressalvas apenas “quanto às pessoas que têm expressa contraindicação médica, fundada no Plano Nacional de Vacinação contra Covid-19 ou em consenso científico, para as quais deve-se admitir a testagem periódica”, determinou ele na decisão.

Por Brasil Econômico

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

Preferências de Privacidade
Quando você visita nosso site, ele pode armazenar informações através de seu navegador de serviços específicos, geralmente na forma de cookies. Aqui você pode alterar suas preferências de privacidade. Observe que o bloqueio de alguns tipos de cookies pode afetar sua experiência em nosso site e nos serviços que oferecemos.