Av. Senador Lemos, Umarizal, Belém/Pará

Como ser efetivado em uma vaga temporária neste fim de ano

Mesmo com menos vagas em 2020, setor de varejo do estado de São Paulo pretende contratar de forma fixa parte dos temporários


(Gabriel Ramos/Getty Images)

Mesmo que os empresários do ramo de varejo afirmem que apenas 15% das pessoas contratadas para vagas temporárias neste fim de ano serão efetivadas, as oportunidades podem ser uma porta de entrada no mercado de trabalho.

Dados da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado de São Paulo também indicam que serão criadas 30 mil vagas no setor varejista do estado, 20% a menos que em 2019, devido principalmente à pandemia do coronavírus.

Confira dicas para estar em quem terá a carteira assinada pela empresa em 2021.

Encare o emprego como fixo

Umas das dicas é não se acomodar às condições do emprego temporário, agindo de maneira descompromissada, sem responsabilidade com a empresa. É preciso trabalhar já considerando perspectivas a longo prazo, demonstrando disponibilidade para novos desafios e um bom relacionamento com a equipe.

“A ideia é atuar como se o emprego temporário fosse fixo e se empenhar ao máximo para ser eficiente. Assim, o profissional vai se destacar e passar a ser considerado para uma vaga efetiva, quando ela surgir”, orienta Jessica Bertucci, diretora da Moderna Empregos.

Isso tem a ver principalmente com o “mindset” da pessoa. Ingressar na vaga com a percepção de que ela será por pouco tempo pode impedir uma dedicação maior.

“Se você já começar a pensar que essa vaga é sua, vai ter um pensamento positivo”, aconselha Susanne Andrade, especialista de carreira.

Para ela, é importante que o profissional encare aquele momento como um processo seletivo e que, no final, pode conseguir ser contratada. “Se a pessoa entra com o pensamento de que é só um mês, é capaz de ele entrar para só cumprir tabela”

Surpreenda seu chefe

Todas aqueles antigos conselhos para se destacar também valem aqui: iniciativa, proatividade, disponibilidade em ajudar os colegas.

“Os recrutadores têm procurado atitude, a postura do profissional. E nem sempre o currículo demonstra isso. A pessoa está tendo uma grande oportunidade de se apresentar com seu trabalho”, explica Susanne Andrade.

Além disso, é importante aproveitar para fazer networking, com colegas e os gestores.

Peça feedbacks

Pergunte ao seu supervisor como está sendo seu desempenho no trabalho e onde você pode melhorar. Isso demonstrará que você é solícito e busca sempre se aprimorar.

“O pedido de feedback, para colegas e liderança, ajuda o funcionário a se conhecer mais, para ele saber como está seu desenvolvimento. Ele também demonstra o interesse e a ousadia”, acrescenta Susanne Andrade.

Mesmo que a vaga seja em uma área em que a pessoa não se identifica, e está no trabalho apenas pela necessidade, é importante também entrar ali com a cabeça aberta, para descobrir novas oportunidades.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário