Av. Senador Lemos, Umarizal, Belém/Pará

Candidatos que já seguiram esta tendência foram 20% mais contratados

A pandemia tornou a busca de emprego mais digital. E a próxima mudança vai agradar a candidatos e recrutadores


Com a pandemia e a necessidade de ficar em casa, o aplicativo da Revelo, empresa de tecnologia para área de Recursos Humanos, foi lançado no momento certo.

A nova ferramenta é uma tendência tão necessária para a área de recrutamento que eles já viram bons resultados para os candidatos: aqueles que marcaram suas entrevistas de emprego pelo aplicativo foram 20% mais contratados.

E a explicação por trás disso foi a maior agilidade de comunicação. Pelo app, os profissionais respondem até cinco vezes mais rápido do que por computador, o que é vantajoso para o recrutador e para o candidato.

Com a migração dos processos de seleção para o online durante a pandemia, o aplicativo saiu da fase de testes com mais de uma a cada três entrevistas sendo realizadas nele.

Segundo o cofundador da Revelo, Lachlan Thomas Champion de Crespigny, o app era parte dos planos antes da crise do novo coronavírus, com diversas viagens e estudos de produtos similares no mercado da China e dos Estados Unidos. A maior demanda, no entanto, partiu dos próprios candidatos.

“O feedback é constante para nós. A gente começou a perceber que seria uma boa área de investimento quando os candidatos passavam em nosso escritório e comentavam que tinham um pedido para o time de tecnologia. Eles elogiavam a experiência, mas davam a sugestão: ‘só faltou um app’”, comenta ele.

Em 2019, a startup recebeu o maior investimento para o setor na história do Brasil, com mais de R$ 90 milhões arrecadados.

Sua maior surpresa foram os novos candidatos que conheceram a empresa apenas pelo aplicativo, sem nunca terem acessado as vagas pela internet. “Ficou claro que o futuro é mobile para os candidatos”, fala o cofundador.

Para ele, a adoção de aplicativos para seleção de talentos será mais impulsionada pelos próprios profissionais.

“Primeiro, é desconfortável procurar emprego no computador. Durante o expediente, as pessoas fazem isso escondido, no horário do almoço. Segundo, e isso tem sido turbinado pela pandemia, as pessoas não usam tanto o computador em casa. Ou não usam depois do expediente ou não possuem um computador pessoal”, explica ele.

Além dos resultados de contratações, a Revelo começou a descobrir dados curiosos sobre os hábitos dos brasileiros, como a preferência por certos horários de entrevista. De manhã, os horários mais populares foram entre oito e meio dia. De noite, entre seis e oito.

E a solução para o recrutamento por aplicativo pode se estender para qualquer tipo de vaga. A startup Taqe, fundada em 2017 e com mais de 750 mil usuários em sua plataforma, é focada em processos com cargos de entrada e operacionais.

Por meio de jogos, as pessoas conseguem completar seu perfil profissional, se capacitar e ser indicados para vagas que combinem com suas habilidades profissionais.

De acordo com uma pesquisa feita pela Taqe, 95% dos recrutadores afirmam que uma ferramenta de seleção online será essencial no mundo pós-covid 19.

Entre maio e junho, a startup observou um crescimento de 66% dos cadastros. No mesmo período, o número de candidaturas pelo app aumentou 79%.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário