Av. Senador Lemos, Umarizal, Belém/Pará
Amazon vai pagar faculdade de funcionários nos Estados Unidos
Medida deve atender 750 mil pessoas e também financiará diplomas de ensino médio e proficiência em inglês
Tempo de leitura: 2 min


(AFP/Reprodução)

A Amazon anunciou que pretende arcar com a mensalidade das faculdades dos funcionários e financiará a retirada de diplomas de ensino médio e certificados de proficiência em inglês. A medida começa a vale em janeiro de 2022 e deve beneficiar 750 mil pessoas que atuam na companhia nos Estados Unidos. O investimento previsto para o programa é 1,2 bilhão de dólares até 2025.

— A Amazon é agora a maior criadora de empregos nos EUA e sabemos que investir em treinamento gratuito de habilidades para nossas euipes pode ter um grande impacto para centenas de milhares de famílias em todo o país. Lançamos o Career Choice há quase 10 anos para ajudar a remover as maiores barreiras à educação continuada, o tempo e o dinheiro, e agora estamos expandindo ainda mais para pagar a mensalidade integral e adicionar vários novas oportunidades de estudo — ressaltou Dave Clark, CEO da organização Worldwide Consumer da Amazon, em comunicado.

Empresas dos Estados Unidos estão expandindo benefícios e incentivos para atrair os funcionários de volta ao mercado de trabalho após um período de escassez. Especialistas ouvidos pela agência de notícias BBC explicam que o problema é um soma do fato de muitos terem deixando o mercado de trabalho durante a pandemia, as preocupações persistentes com a Covid-19 e a falta de creches.

Entre as empresas que investiram em mais benefícios está o Walmart, que também anuniciou o pagamento das mensalidades e livros para seus funcionários horistas, com cerca de 1,5 milhão de pessoas elegíveis. A Target informou que vai oferecer cursos de graduação gratuitos para mais de 340 mil trabalhadores. Há companhias que também aumentaram os salários iniciais ou ofereceram bônus, e outras, como o McDonald’s, pedem que jovens de 14 e 15 anos se inscrevam nos processo seletivos.

De acordo com o Departamento do Trabalho dos EUA, as vagas de emprego atingiram um novo recorde de 10,9 milhões em julho, ultrapassando o número de desempregados em mais de dois milhões.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

Preferências de Privacidade
Quando você visita nosso site, ele pode armazenar informações através de seu navegador de serviços específicos, geralmente na forma de cookies. Aqui você pode alterar suas preferências de privacidade. Observe que o bloqueio de alguns tipos de cookies pode afetar sua experiência em nosso site e nos serviços que oferecemos.