Av. Senador Lemos, Umarizal, Belém/Pará
7 casos bizarros de infantilidade no ambiente de trabalho
Page/Post Excerpt

exame

A máxima “não sabe brincar, não desça para o playground” parece servir para alguns adultos com síndrome de Peter Pan no mundo corporativo. Pesquisa realizada pelo Career Builder com 5 mil profissionais mostra de 3 a cada 4 já presenciaram comportamentos dignos de um jardim de infância no escritório.

Lamentos e reclamações são os comportamentos mais frequentemente associados a uma atitude infantil: 55% dos entrevistados foram testemunhas deste tipo de conduta inapropriada.

Caras e bocas quando algo não acontece à sua maneira também aparecem na lista com 46% das respostas. Bisbilhotar colegas é outra criancice rotineira, vista no ambiente de trabalho por 44% dos participantes da pesquisa. Pregar peças ou fazer caretas pelas costas de um colega são ações relatadas por 36% e 35% dos entrevistados.

Formar “panelinhas” surge em seguida, com 32% das respostas. Espalhar rumores sobre colegas (30%), sair da sala de forma intempestiva (29%), fazer birra (27%) ou recusar deliberadamente informações a colegas (23%) completam o ranking dos comportamentos infantis mais comuns no trabalho.

A seguir, veja alguns casos reais de atitudes de profissionais “crianções” relatados à equipe do CareerBuilder durante a pesquisa.

1 O dono da birra

Dono da empresa costumava fazer birra, gritar e bater portas quando as coisas não caminhavam do jeito que ele queria.

2 Esconde-esconde

Funcionário se escondia na empresa para fugir de deveres e obrigações do expediente.

3 Armação ilimitada

Funcionário armou uma cilada com o objetivo de colocar um colega de trabalho em apuros. Este tipo de comportamento também aparece na lista das puxadas de tapetes mais comuns no ambiente de trabalho.

4 O comilão

Funcionário tinha por hábito atacar a comida alheia que estava na geladeira da empresa e deixar colegas de barriga vazia durante o expediente.

5 O “flanelinha”

Funcionário bloqueava vagas de estacionamento para evitar que seus colegas estacionassem em frente à entrada da empresa.

6 Conteúdo inapropriado

Funcionária constantemente acessava conteúdo inapropriado em seu telefone celular e mostrava à sua “panelinha”.

7 Almoço eterno

Funcionário saiu para almoçar e nunca mais voltou para terminar o expediente.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

Preferências de Privacidade
Quando você visita nosso site, ele pode armazenar informações através de seu navegador de serviços específicos, geralmente na forma de cookies. Aqui você pode alterar suas preferências de privacidade. Observe que o bloqueio de alguns tipos de cookies pode afetar sua experiência em nosso site e nos serviços que oferecemos.